Bolsonaro diz que fará um governo “defensor”


Postado em 29/10/2018 às 09:21 por Rinalda Zago


O paulista Jair Bolsonaro, de 63 anos, é o novo presidente do Brasil. Eleito com mais de 55% dos votos válidos, Bolsonaro diz que será “defensor da Constituição, da democracia e da liberdade”. Em disputa com o petista Haddad, Bolsonaro é o 1º militar eleito por voto direto em mais de sete décadas.

Com mais de 49 milhões de votos, Bolsonaro superou seu opositor, o ex-prefeito de São Paulo Haddad, já no primeiro turno. Em Santa Catarina, seu candidato ao governo do Estado, comandante Moisés (PSL), antes das 19h já aparecia como eleito, com mais de 70% dos votos contabilizados. 
Jair é capitão da reserva do Exército, é deputado federal e está há 30 anos na vida política. O resultado da vitória de Bolsonaro foi confirmado pelo Tribunal Superior Eleitoral às 19h12, com 92,08% dos votos apurados. Naquele momento, Bolsonaro já estava com 55,63% dos votos válidos. Já seu oponente, Fernando Haddad (PSL), estava com 44,37% dos votos válidos.
Junto a Bolsonaro também foi eleito o general Hamilton Mourão (PRTB), que vai assumir o cargo de vice-
presidente a partir do dia 1º de janeiro de 2019. Bolsonaro entrou na disputa deste ano se apresentando como contrário aos governos petistas, que governaram o Brasil de 2002, quando Luiz Inácio Lula da Silva foi eleito, até o impeachment de Dilma Rousseff, em 2016.
Ainda no início da disputa pelo primeiro turno, o presidente eleito foi vítima de um atentado com uma faca, quando participava de um ato de campanha, em Juiz de Fora, no interior de Minas Gerais. Bolsonaro passou vários dias hospitalizado por causa dos ferimentos. 
O presidente eleito fez uma campanha com o lema “Brasil Acima de Tudo, Deus Acima de Todos”. Os discursos de Bolsonaro tinham como principal motivo a defesa de valores conservadores, o combate à corrupção, a liberação do porte de armas e o combate rigoroso ao tráfico de drogas.

Fonte:  Diário do Sul


Carregando...

www.000webhost.com