Fonte da Carioca será fechada para manutenção


Postado em 07/11/2018 às 09:32 por Rinalda Zago


Baixar Imagem

Numa reunião nesta terça-feira, dia 6, do Conselho Municipal do Meio Ambiente (Comdema), por votação dos integrantes, foi sugerido o fechamento para manutenção da Fonte da Carioca. Uma forma preventiva para continuar oferecendo água gratuita à população.

O Governo Municipal recebeu o documento acatando imediatamente.  Já está tomando as medidas necessárias para a interrupção do fornecimento da água nas próximas horas e o retorno das atividades o mais rápido possível. 

A medida foi tomada baseada em laudos laboratoriais. O engenheiro químico e professor da Udesc, Cristian Berto da Silva, e o professor da Unisul, Jonathan Alexserden Bork, doutor em engenharia química, foram os convidados da reunião para tirar dúvidas.

Participaram representantes do Governo Municipal, como o procurador Antônio dos Reis; presidente da Fundação Lagunense do Meio Ambiente, Patrick de Souza; da Secretaria de Pesca, Hector Candemil, também representantes do Iphan, Marinha, Udesc, vereador Peterson Crippa e integrantes da sociedade civil.

Comunicado Comdema

 Reuniu-se neste dia 6 de novembro de 2018, na sala de reunião da Udesc, o Conselho Municipal do Meio Ambiente (Comdema). Na pauta, os resultados das análises da água da Fonte da Carioca. Após discutido e aprovado foi sugerido pelo Conselho o fechamento imediato da Fonte da Carioca para fins de manutenção, sendo que a última foi realizada há 8 anos.

Tal providencia é imediatamente necessária a fim de estabelecer o consumo de água pela população, tendo em vista que alguns parâmetros dignosticados por laudos estão em desconformidade com a legislação do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) tais como:

PH - responsável pelo parâmetro de estabilidade da água - apresenta diferenciações;

Alumínio - está dentro da faixa limite para o consumo;

Sólidos totais dissolvidos - são matérias orgânicas (fragmentos de folhas e galhos decompostos) e foi diagnóstico pelo laudo, conforme três testes examinados por laboratórios à pedido do Comdema. O laudo não apresentou a presença de coliformes fecais. 

Destaque que, o Conselho se compromete no acompanhamento e aconselhamento das medidas necessárias ao retorno das atividades da Fonte da Carioca.

Carla de Souza SilveiraPresidente do Comdema

História

 No início da sua colonização, Laguna tinha três fontes de água que abastecia a cidade. A fonte da Figueirinha, Campo de Fora e da Carioca, esta a única preservada ainda hoje. A fonte da Carioca fica localizada ao lado da Casa Pinto D” Ulysseá, na Praça Lauro Muller.

No pé do morro no Centro Histórico, a fonte é abastecida de água mineral, comprovado pelo Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM). 

Antigamente, apenas uma pequena bica jorrava água.

No ano de 1863, uma estrutura foi construída por escravos, responsáveis pelo trabalho braçal. Foi denominada Carioca, que em tupi-guarani significa casa branca ou oca.

A água da fonte foi por muito tempo, canalizada para prédios públicos e também para uma fonte ao lado do antigo Mercado Público. O local tornou um dos pontos turísticos da cidade, levando a fama da fonte dos namorados.

O motivo são as idas e vindas das famílias até a fonte. Durante o passeio, os jovens solteiros trocavam olhares. O trajeto servia como atrativo, a água da Carioca era levada pelas famílias que visitavam os lagunenses. São nessas idas que casamentos iniciaram originando a fama do lugar. Comum ouvir do turistas que visitam o local que “tomar a água da Carioca, é sinal que você irá voltar outras vezes”

No ano de 2010, a Fonte foi revitalizada pelo Iphan.

Fonte:  Prefeitura de Laguna

 


Carregando...

www.000webhost.com