Justiça decide soltar ex-vereador


Postado em 07/12/2018 às 09:21 por Rinalda Zago



Foto: Elvis Palma

Preso desde novembro de 2017, o ex-vereador de Laguna Antônio César da Silva Laureano teve o alvará de soltura expedido. 

A decisão da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina foi proferida na tarde de ontem. 

Com o mandato cassado há pouco mais de um mês, Tono, como é conhecido, foi levado ao presídio depois de deflagrada a “Operação Seival”. 

 A determinação para soltura de Tono foi assinada pelo presidente do colegiado, desembargador Paulo Roberto Sartorato, e comunicada ontem ao juiz Renato Müller Bratti, da comarca de Laguna. Recentemente, o filho do ex-vereador, também preso na operação, foi solto, em liberdade provisória.

O ex-vereador foi preso há um ano, quando a Polícia Civil, por meio do Departamento Estadual de Investigação Criminal (Deic), em conjunto com o Ministério Público de Santa Catarina (MP-SC), deflagrou a “Operação Seival” em Laguna, para investigar corrupção, fraudes em licitações e outros crimes contra a administração pública na cidade. 

Na época, foram cumpridas 76 ordens judiciais, sendo sete prisões preventivas, seis temporárias, 25 mandados de condução coercitiva e 38 mandados de busca e apreensão. A operação teve início a partir de denúncias de que estaria havendo beneficiamento de grupos ligados a agentes políticos influentes em Laguna. As investigações analisaram licitações, contratos, entre outros fatos.

Tono foi eleito para o cargo de vereador em 2016. Com a cassação do seu mandato, o político perdeu sua cadeira no Legislativo e os direitos políticos por oito anos, ficando inelegível para cargos eletivos.

Fonte:  Diário do Sul


Carregando...

www.000webhost.com