Ministro promete apoio ao Museu Ferroviário


Postado em 21/09/2018 às 10:45 por Rinalda Zago


Foto: Divulgação

O Museu Ferroviário de Tubarão ganhou mais um importante apoio rumo ao processo de revitalização. A visita a Tubarão do ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, na tarde de ontem, colocou o museu novamente em evidência, depois da polêmica envolvendo a transferência da locomotiva Baldwin Works 53.

O ministro não conhecia pessoalmente o acervo do Museu Ferroviário, composto por mais de 40 mil itens, e além de visitar toda a área, pôde assistir a uma síntese do projeto de recuperação do local, idealizado de forma voluntária pelo escritório da arquiteta Andrea Guglielmi. “Gostei muito do projeto, bastante profissional e adequado ao museu, que com características vencedoras pode se tornar ainda mais relevante ao projeto de desenvolvimento integrado da região, que precisa de âncoras, e esse museu está apto a contribuir muito com o turismo nacional”, ressaltou Lummertz.

O ministro lembrou ainda que no Brasil existem 30 trens turísticos que fazem passeios históricos como o de Tubarão. “Todos são muito lúdicos e nos dão a oportunidade de reviver o passado, com um conceito mais histórico, que traz a consciência da importância de cada região, gerando renda. Temos que seguir esse caminho”, afirmou.

Lummertz adiantou que hoje já vai inserir no sistema de convênios do ministério do Turismo o projeto de recuperação do museu. “Vamos dar entrada no sistema e, depois do período eleitoral, definiremos os recursos que serão disponibilizados para Santa Catarina. Tenho compromisso com todo o país, mas certamente vou dar uma atenção especial ao meu Estado e ao nosso museu de Tubarão”, garantiu.

O prefeito Joares Ponticelli ficou satisfeito com a vinda do ministro. “A visita do ministro ao nosso Museu Ferroviário é emblemática, pois como essa questão envolvendo a locomotiva 53 ainda não está totalmente resolvida, nós podemos contar com um forte aliado, que vai debater essa pauta com o ministro dos Transportes, que foi quem assinou o convênio liberando essa relíquia para a cidade carioca de Miguel Pereira”, destacou.

Revitalização do Museu

O projeto criado de forma voluntária por uma equipe multidisciplinar composta por arquitetos e engenheiros da cidade, capitaneados pela arquiteta Andrea Guglielmi Piazza Fernandes, prevê uma grande reforma na parte edificada, que ganhará um receptivo cyber café, loja de souvenir e espaço educativo para crianças. Na parte nova haverá uma circulação lúdica, por meio de contêineres estilizados. Para acessar o museu, os visitantes vão passar por uma catraca. A parte nova terá um aspecto bem contemporâneo, com três pavimentos, e será fechada hermeticamente com vidros, resultando em uma estrutura que, por fora, simulará um vagão.

Fonte: Diário do Sul


Carregando...

www.000webhost.com