Museu Ferroviário: recursos podem sair ainda este ano


Postado em 29/09/2018 às 09:28 por Rinalda Zago


Foto: Divulgação

Mais um passo para que a revitalização do Museu Ferroviário saia do papel foi dado nessa sexta-feira. O projeto – com orçamento de R$ 10 milhões – foi cadastrado nessa sexta-feira no Siconv (Sistema de Convênios do governo federal). Agora, ele será analisado para que seja possível a liberação de pelo menos a primeira parcela para as obras.  

De acordo com o gerente de Turismo da secretaria de Desenvolvimento Econômico, Carlos Zamparetti, para receber os primeiros R$ 2 milhões que poderiam ser disponibilizados, a prefeitura está fazendo sua parte, como o cadastro do projeto dentro do prazo. “Estamos esperançosos, porque, quando de sua vinda a Tubarão na última semana, o ministro Vinicius Lummertz já sinalizou com a possibilidade de apoio à causa do museu”, pontua.

O secretário de Desenvolvimento Econômico de Tubarão, Giovani Bernardo, diz que o suplente de deputado federal Edinho Bez está empenhado nesta causa, mas que os recursos, mesmo que sejam garantidos, só poderão ser liberados após as eleições, respeitando a janela eleitoral. “Estamos aguardando com afinco que os recursos venham, para que possamos dar início às obras. Mas, por enquanto, não podemos afirmar que estão garantidos, pois será feita ainda a análise pelo Ministério do Turismo”, comenta. 

Segundo Edinho Bez, R$ 8 milhões já estariam garantidos, divididos em três parcelas: R$ 2 milhões para este ano ainda; R$ R$ 3 milhões para 2019; e outros R$ 3 milhões para 2020. “Edinho Bez está se empenhando nesta luta, e acreditamos que vamos conseguir os recursos, mas não podemos contar ainda com estes valores enquanto não estiverem devidamente liberados. Precisamos esperar passar os prazos estabelecidos”, conclui Giovani.

Posição do ministro

O Museu Ferroviário de Tubarão ganhou mais um importante apoio rumo ao processo de revitalização com a visita do ministro do Turismo, Vinícius Lummertz, a Tubarão, na semana passada. O ministro não conhecia pessoalmente o acervo do Museu Ferroviário, composto por mais de 40 mil itens, e além de visitar toda a área, pôde assistir a uma síntese do projeto de recuperação do local, idealizado de forma voluntária pelo escritório da arquiteta Andrea Guglielmi. “Vamos dar entrada ao sistema de convênios, e depois do período eleitoral definiremos os recursos que serão disponibilizados para Santa Catarina. Tenho compromisso com todo o país, mas certamente vou dar uma atenção especial ao meu Estado e ao nosso museu de Tubarão”, garantiu.

Fonte: Diário do Sul


Carregando...

www.000webhost.com