Sobram vagas de emprego, mas ainda falta qualificação


Postado em 17/10/2018 às 09:47 por Rinalda Zago



Foto: Guilherme Simon


O Serviço Nacional de Empregos (Sine) está com 1.605 vagas disponíveis em várias empresas por toda Santa Catarina. Em Tubarão, são 139 vagas, sendo seis para pessoas com deficiência. O preenchimento destas vagas esbarra em dois problemas: falta de experiência e de qualificação. 

Entre os cargos disponíveis em Tubarão, há vagas de auxiliar de manutenção predial, costureira, cozinheiro de restaurante, decorador de eventos, desenhista industrial, mecânico de automotores, mecânico de ônibus, vendedor, projetista, psicólogo, entre outros. 

De acordo com a coordenadora do Sine em Tubarão, Valdilene Ferreira Cansilier, o grande problema para o preenchimento destas vagas é ainda a falta de qualificação. “Todos os dias recebemos cerca de 70 a 80 pessoas aqui em busca de uma vaga no mercado de trabalho. O emprego existe, mas as empresas exigem, na maioria das vezes, qualificação profissional, nível de escolaridade e, ainda, experiência”, comenta.

Valdilene diz que para que a demanda atenda a procura, as pessoas devem ir em busca de qualificação profissional. “Na área da indústria, por exemplo, que sempre surgem vagas, existem cursos do Senai, por exemplo. Há determinadas vagas que realmente não são possíveis de serem preenchidas sem qualificação para tal”, ressalta.

Laguna possui outras sete vagas em aberto. 

Para saber quais vagas estão abertas em cada cidade, é preciso ir até um posto do Sine. O serviço encaminha os profissionais até as empresas, que ficam responsáveis por selecionar quem vai ocupar as vagas abertas. Os endereços estão disponíveis no site da secretaria de Assistência Social, Trabalho e Habitação.


Sine precisa de parceria com as empresas

Em Imbituba, na agência do Sine, apenas duas vagas estão disponíveis, sendo uma delas para pessoas com deficiência. Para o responsável do Sine em Imbituba, André Tomé Igreja, é preciso que as empresas procurem o Sine e cadastrem lá suas vagas. “Todos os dias recebemos muitas pessoas em busca de emprego. Ajudaria muito se as empresas deixassem suas vagas cadastradas aqui. Isso facilitaria tanto para o trabalhador, que teria tudo num único lugar, quanto para a própria empresa, pois ajudaria a encontrar o profissional no perfil que procura. Há vagas de emprego na cidade, só que é preciso ter esta ligação entre Sine e empresas”, pontua.

Fonte: Diário do Sul

 

Carregando...

www.000webhost.com